Governo de SP analisa projeto executivo do Parque Ecológico de Atibaia

Compartilhar

SÃO PAULO – A Secretaria de Turismo e Viagens, vinculada ao governo estadual, confirmou que realizará os estudos do projeto executivo de construção do Parque Ecológico de Atibaia. O documento, elaborado pela Associação Hortolândia de Atibaia – responsável pela festa de flores e morangos – foi apresentado ao secretário responsável pela Pasta, Vinicius Lummertz, durante reunião em São Paulo.

Este projeto executivo já havia sido apresentado ao deputado Edmir Chedid (União) e para o governador Rodrigo Garcia (PSDB) durante visita oficial que os representantes do Legislativo e Executivo realizaram à 40ª Festa de Flores e Morangos. “Como representante do município, agora atuo para garantir os recursos necessários para a construção do Parque Ecológico”, disse Edmir Chedid.

De acordo com o parlamentar, o Parque Ecológico de Atibaia irá abrigar as edições da Festa de Flores e Morangos, além de outros eventos e atividades culturais. “Por isso, esta reunião de trabalho entre representantes da associação e da secretaria de Turismo e Viagens foi fundamental para a apresentação dos detalhes que integram o projeto executivo do Parque Ecológico de Atibaia”, disse.

Edmir Chedid explicou ainda que o empreendimento irá gerar empregos à comunidade e renda para o município. “A geração de empregos, por exemplo, terá início com a construção do Parque Ecológico e se manterá com os eventos realizados durante o ano pela associação. Também serão contemplados o comércio e a rede hoteleira de Atibaia, o que considero muito importante”, acrescentou.

Reunião
A reunião, realizada em atendimento à solicitação do deputado Edmir Chedid, ocorreu na segunda-feira (12). Na ocasião, Vinicius Lummertz recebeu o presidente da Associação Hortolândia, Nelson Yoshida, e os diretores Jorge Matsuda e Carlos Shinkawa. Na apresentação do projeto executivo, defenderam a liberação de R$ 5 milhões para a construção do pavilhão de recepção aos visitantes.

De acordo com Nelson Yoshida, a proposta é que este pavilhão permaneça aberto o ano todo, com opções de venda de produtos da região, como frutas, flores, itens da agricultura orgânica e artesanato. “Esse espaço seria voltado para os pequenos produtores rurais e artesãos de Atibaia e da nossa região, colaborando para a venda de seus produtos e a geração de renda”, concluiu Nelson Yoshida.

O Parque Ecológico fica no Bairro dos Pires, numa área com 580 mil metros quadrados. Além de abrigar a tradicional festa, receberá projetos educacionais, culturais e agrícolas, com grande incentivo para a economia local e dos demais municípios do entorno, como Bom Jesus dos Perdões, Jarinu e Nazaré Paulista e Piracaia.

Redes Sociais
Facebook | Flickr | Instagram | TikTok | Twitter | YouTube.
Pelo celular, no WhatsApp.

Informações
Assessoria de Imprensa
imprensa@edmirchedid.com.br
(11) 99592 5118

Rolar para cima