Câmara de Bragança Paulista declara apoio à iniciativa de Edmir Chedid

Compartilhar

BRAGANÇA PTA. – A presidente da Câmara Municipal de Bragança Paulista, Gislene Cristiane Bueno (Gi Borboleta), declarou apoio ao Projeto de Lei 222/2021, do deputado Edmir Chedid (DEM), que prevê multa de R$ 14,5 mil – equivalente a 500 UFESPs – aos que tatuarem ou colocarem piercings em animais.

Em seu argumento, a vereadora afirmou que estas práticas estão crescendo no Estado de São Paulo. “Infelizmente, verificamos que as tatuagens e os piercings com fins meramente estéticos ganharam adeptos em todo o Estado de São Paulo. Por isso, defendemos esta iniciativa parlamentar”, disse.

Gislene Cristiane Bueno declarou que a proposta do deputado Edmir Chedid à Assembleia Legislativa também irá contemplar as atividades realizadas por entidades de assistência aos animais. “É inaceitável que tutores decidam por tatuar ou mesmo colocar piercing em animais”, complementou.

A proposta está fundamentada num projeto aprovado pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Em São Paulo, a iniciativa recebeu o apoio dos deputados Bruno Ganem (PODE) e Rogério Nogueira (DEM), coautores do Projeto de Lei. A expectativa é de que entre em votação até o fim deste ano.

Imagem: vereadora Gi Borboleta e o deputado Edmir Chedid.

 

Redes Sociais
Facebook | Flickr | Instagram | Twitter | YouTube
Pelo celular, no WhatsApp.

Informações:
Anselmo Dequero
Assessor de Imprensa
jornalismo@edmirchedid.com.br
(11) 99592 5118

Rolar para cima