TJ

SP-008: TJ-SP pode priorizar julgamento do mandado que suspendeu licitação

Compartilhar

SÃO PAULO – O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) confirmou nesta terça-feira (15) que deverá priorizar o andamento e julgamento do Mandado de Segurança que suspendeu o processo licitatório para a contratação da primeira etapa das obras de duplicação e dos serviços de melhorias da SP-008 (Rod. Cap. Bardoíno). A iniciativa atende reivindicação do deputado Edmir Chedid (União).

De acordo com o parlamentar, a suspensão do processo licitatório tem provocado muitos prejuízos aos municípios diretamente contemplados com os benefícios previstos pelo governo à rodovia, como Bragança Paulista, Pedra Bela, Pinhalzinho e Socorro. O assunto foi tratado durante reunião entre o deputado Edmir Chedid e o presidente do Tribunal de Justiça, Desemb. Ricardo Mair Anafe.  

“A intenção é justamente garantir o início das obras e dos serviços, bem como a geração de empregos previstos com a duplicação da SP-008. Por isso, solicitei ao TJ-SP agilidade na análise do processo. É preciso ressaltar que o intuito desta reunião não foi para interferir no processo, mas para pedir rapidez. Afinal, precisamos cumprir o cronograma previsto pelo governo”, reiterou o parlamentar.

O Mandado de Segurança tramita na 4ª Vara de Fazenda Pública, onde ocorreu a decisão liminar que suspendeu o processo licitatório. “Caso a decisão seja favorável à empresa que recorreu à justiça questionando o resultado final deste processo licitatório, o governo estadual terá que refazer o edital o quanto antes. Afinal, estamos num ano eleitoral e os prazos são diferenciados”, disse.

Imagem: Desemb. Ricardo Mair Anafe e o deputado Edmir Chedid

Moção
Durante a reunião com o Desemb. Ricardo Mair Anafe, o parlamentar apresentou um conjunto de documentos elaborados por prefeituras e Câmaras Municipais que defendem a importância da agilidade no andamento e julgamento do Mandado de Segurança. “Cada gestor municipal – prefeitos, vice-prefeitos e vereadores – pode contribuir com uma moção ao Tribunal de Justiça”, afirmou. 

“Águas de Lindoia, Amparo, Bragança Paulista, Lindoia, Monte Alegre do Sul, Pedra Bela, Pinhalzinho, Serra Negra, Socorro, Tuiuti e Vargem enviaram documentos a fim de corroborar com a defesa que tenho feito ao governo e ao Tribunal de Justiça”, explicou. Edmir Chedid recebeu ainda apoio da União dos Vereadores do Estado de São Paulo (Uvesp) e da Universidade São Francisco (USF).

Redes Sociais
Facebook | Flickr | Instagram | TikTok | Twitter | YouTube.
Pelo celular, no WhatsApp.

Informações:
Anselmo Dequero
Frank Toogood

Assessoria de Imprensa
imprensa@edmirchedid.com.br
(11) 99592 5118

Rolar para cima