Parlamentar reforça importância do Novembro Azul à comunidade

Compartilhar

SÃO PAULO – Para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata, o deputado Edmir Chedid (DEM) voltou a declarar nesta segunda-feira (18) apoio às organizações de saúde pública e privada do Estado de São Paulo que aderiram ao Novembro Azul. O movimento, realizado em nível mundial, é considerado um alerta aos homens a partir de 50 anos de idade.

Membro efetivo da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), o parlamentar disse que a doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros. “As maiores vítimas são homens a partir dos 50 anos de idade, além de pessoas com presença da doença em parentes de primeiro grau, como pai, irmão ou filho. Todo cuidado é pouco”, complementou.

Edmir Chedid explicou que 68.220 mil novos casos da doença surgiram no país, em 2018. O risco estimado, segundo ele, é de aproximadamente 66,12 novos casos para cada 100 mil homens. “Por isso, temos que reconhecer a iniciativa das organizações de saúde pública e privada que se empenham em promover os alertas à população masculina, que é similar a realizada no Outubro Rosa”, garantiu.

A doença ocorre justamente quando algumas células se desenvolvem e multiplicam de forma anormal durante o funcionamento da próstata – uma glândula masculina que tem a forma de uma noz e está localizada logo abaixo da bexiga e à frente do reto –, provocando o surgimento de um tumor, explicou o médico urologista Fábio Watanabe, sócio-diretor do Instituto de Urologia de Piracicaba (IUP).

“O câncer de próstata é um tumor maligno e os principais fatores de riscos incluem idade acima de 50 anos, histórico familiar da doença, fatores hormonais que podem alterar a glândula prostática ou fatores ambientais, dieta rica em gorduras, sedentarismo – falta de exercícios físicos – e a obesidade. A doença pode não apresentar (ou apresentar poucos) sintomas em sua fase inicial”, concluiu.

Imagem:  Edmir Chedid destacou atividade de organizações de saúde pública e privada.

 

Disponível em Áudio

 

 

Auxílio Médico
O homem deverá procurar auxílio médico quando perceber sinais e sintomas sugestivos da doença, como dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite e sangue na urina. A detecção do câncer de próstata pode ser realizada com exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos (diagnóstico precoce). Os homens sem sinais ou sintomas, mas que pertençam aos grupos com maior chance de desenvolver a doença, podem realizar os exames de toque retal e de sangue para avaliar a dosagem do PSA (Antígeno Prostático Específico).

 

Redes Sociais
Facebook | Instagram | Twitter | YouTube.
Pelo celular, no WhatsApp.

Informações:
Anselmo Dequero
Assessor de Imprensa
jornalismo@edmirchedid2.hospedagemdesites.ws
(11) 99592 5118

Rolar para cima