Parlamentar pela ampliação do “Mulheres de Peito” à Região Bragantina

Compartilhar

SÃO PAULO – O deputado Edmir Chedid (DEM) reiterou nesta segunda-feira (05) a importância da ampliação das atividades executadas pelo Programa Mulheres de Peito nos municípios do Circuito das Águas e da Região Bragantina. Desenvolvido pela Secretaria de Estado da Saúde, esse programa disponibiliza unidades móveis que realizam exames gratuitos de mamografia.

A iniciativa tem como finalidade ampliar o acesso e incentivar as mulheres a realizarem exames de mamografia pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o Estado. Para isso, as carretas percorrem os municípios paulistas ininterruptamente. “O câncer de mama ainda é a maior causa de morte por tumores em mulheres no Brasil e no Estado de São Paulo. Por isso, nossa reivindicação à Secretaria para que o serviço seja ampliado nestas duas regiões”, complementou.

O parlamentar explicou que o público-alvo são mulheres entre 50 anos e 69 anos de idade, mas as mais jovens também podem buscar atendimento. Neste caso, é obrigatório levar o pedido médico, além do RG e do cartão do SUS. “Para quem está na faixa etária entre 50 anos e 69 anos de idade não há necessidade de pedido médico. Fora dessa faixa etária, o pedido é obrigatório”.

As unidades móveis de mamografia contam com uma equipe multidisciplinar composta por funcionários administrativos, médico ultrassonografista, profissionais de enfermagem e técnicos em radiologia. As carretas têm 15 metros de comprimento, 4,10 metros de altura e, quando abertas, 4,90 metros de largura. Além do mamógrafo, cada veículo é equipado com aparelho ultrassom, conversor de imagens analógicas em digitais, além de mobiliários e sanitários.

 

Atendimento
O Programa Mulheres de Peito oferece exames de mamografia de segunda à sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 13h, exceto feriados. As imagens captadas pelos mamógrafos são encaminhadas ao Serviço Estadual de Diagnóstico por Imagem (Sedi), da Secretaria, que emite laudos à distância, na capital paulista. O resultado sai em até 48 horas após a realização do procedimento.

“Caso seja detectado algum problema nos exames realizados nas carretas ou nos serviços de saúde agendados por meio do 0800, a paciente é encaminhada para acompanhamento e tratamento na unidade da Rede Hebe Camargo de Combate ao Câncer mais próxima da sua residência. No interior, o encaminhamento pode ocorrer até aos hospitais e às Santas Casas. Trata-se de um serviço de referência, que precisa ser ampliado no Circuito das Águas e na Região Bragantina.”

 

Redes Sociais
Facebook | Instagram | Twitter | YouTube.
Pelo celular, no WhatsApp.

Informações:
Anselmo Dequero
Assessor de Imprensa
jornalismo@edmirchedid2.hospedagemdesites.ws
(11) 99592 5118

Rolar para cima