Ministério da Saúde deverá explicar à Alesp falta de remédios de alto custo

Compartilhar

SÃO PAULO – O governo federal deverá apresentar à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) um documento com as informações referentes à falta de medicamentos de alto custo nos postos e nas unidades básicas do Sistema Único de Saúde (SUS). A decisão consta de um requerimento do deputado Edmir Chedid (União) aprovado nesta terça-feira (06) pela Comissão de Saúde do Poder Legislativo.  

De acordo com o parlamentar, este documento deverá ser emitido pelo Ministério da Saúde, responsável pela distribuição dos medicamentos para os postos e às Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do Estado. “A intenção é que um representante do Ministério informe aos parlamentares quais os problemas que afetam a distribuição dos medicamentos de alto custo à comunidade”, garantiu.

Em seu argumento, Edmir Chedid explicou ainda que o desabastecimento dos medicamentos de alto custo afeta praticamente todos os municípios paulistas. “O problema afeta não só farmácias, mas também hospitais e santas casas. Na prática, precisamos saber quais são os motivos que estão resultando numa série de prejuízos para a comunidade e também para as prefeituras”, declarou.

O requerimento 02/2022 de Edmir Chedid também foi assinado pelos deputados Adalberto Freitas (PSDB), José Américo (PT) e Patrícia Gama (PSDB). “A Assembleia Legislativa irá convidar o superintendente Estadual do Ministério da Saúde, José Carlos da Silva Paludeto, a prestar esclarecimentos sobre a falta de medicamentos de alto custo, de responsabilidade do Ministério”, concluiu.

Redes Sociais
Facebook | Flickr | Instagram | TikTok | Twitter | YouTube.
Pelo celular, no WhatsApp.

Informações
Anselmo Dequero
Assessor de Imprensa
imprensa@edmirchedid.com.br
(19) 99334 8624

Rolar para cima