Edmir Chedid reitera preocupação com trecho da SP-095, em Amparo

Compartilhar

SÃO PAULO – A Secretaria de Estado de Logística e Transportes, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), confirmou na quinta-feira (01) o recebimento da reivindicação do deputado Edmir Chedid (DEM) referente à retomada das obras de construção e dos serviços de melhorias do dispositivo de segurança da SP-095 (Rod. João Beira), localizado em Amparo.

O dispositivo de segurança contempla projeto executivo das atividades na SP-095 entre Amparo e Pedreira, que recebeu R$ 4,1 milhões em investimentos do governo estadual. “Este dispositivo é fundamental aos usuários do sistema viário local, principalmente aos que utilizam a via para acessar a SP-107 (Rod. Pref. Aziz Lian), que interliga o município a Santo Antonio de Posse”.

O parlamentar explicou que a retomada das obras e dos serviços também contempla a reivindicação do vereador Hélio Favoretto, de Amparo. “Além do vereador, lideranças comunitárias reivindicam a retomada das atividades, que beneficiarão diretamente 166 mil habitantes de Amparo, Pedreira e Jaguariúna, além de usuários do sistema viário de Santo Antonio de Posse”, disse.

Em 2017, o governo estadual inseriu este trecho da SP-095 num pacote de benefícios em rodovias, que previa o repasse de R$ 361,7 milhões em investimentos, contemplando 51 municípios e outras 22 rodovias paulistas sob a concessão do DER. “O local tem exigido atenção redobrada dos motoristas, principalmente dos turistas que a utilizam para acessar o Circuito das Águas”.

Imagem: Parlamentar realizou vistoria do trecho e encaminhou reivindicação ao governo estadual.

 

Duplicação
A duplicação da SP-095 teve início em 2012. O DER dividiu as obras em dois lotes, compreendendo os trechos de Amparo a Pedreira (Lote 1) e de Pedreira a Jaguariúna (Lote 2). Em 2016, as obras foram paralisadas pela falta de imissão de posse nas desapropriações, sendo que os serviços foram executados em 94% do Lote 1 e 98% do Lote 2, segundo relatório do governo estadual.

“A empresa vencedora do certame do Lote 1 deveria ter dado sequência aos serviços de duplicação das pistas e à implantação do dispositivo de acesso à SP-107, em Amparo. O prazo de execução dos serviços era de 10 meses e deveria ter sido concluído no ano passado. Esperamos que, a partir desta reivindicação, o governo estadual possa concluir esta atividade na região”, finalizou.

 

Redes Sociais
Facebook | Instagram | Twitter | YouTube.
Pelo celular, no WhatsApp.

Informações:
Anselmo Dequero
Assessor de Imprensa
jornalismo@edmirchedid2.hospedagemdesites.ws
(11) 99592 5118

Rolar para cima