Edmir Chedid defende investimentos para combater o Aedes aegypti

Compartilhar

SÃO PAULO – O deputado Edmir Chedid (DEM) afirmou nesta terça-feira (24), durante reunião da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, que o governo federal deveria ampliar as ações de combate ao Aedes aegypti realizadas em parceria com os Estados. Membro efetivo desta comissão, o parlamentar também defendeu o aumento do repasse de recursos aos municípios.

A antecipação da campanha nacional de combate ao Aedes aegypti – de novembro para setembro deste ano – demonstra, de acordo com Edmir Chedid, que já existe uma preocupação do governo federal em intensificar as ações em benefício dos municípios. “Os resultados, no entanto, também dependem do aumento efetivo do repasse de recursos financeiros e materiais para os Estados”, comentou.

Com mais de 1,4 milhão de casos de dengue notificados no país (de janeiro a 24 de agosto de 2019), a situação merece “atenção especial” do governo federal. “Os casos de dengue notificados representam um aumento de 599,5% no comparativo com o mesmo período do ano passado. Esse enfrentamento é uma responsabilidade de todos nós, mas sem o apoio do governo federal será mais difícil.”

De acordo com o parlamentar, os casos de zika tiveram aumento de 47,1% este ano, com 9.813 casos (em 2018 foram 6.669). Neste ano, foram confirmadas duas mortes por zika. Em relação à chikungunya, os casos chegaram a 110.627 no período analisado (no ano passado foram 76.742), sendo confirmadas laboratorialmente 57 mortes decorrentes da doença. “Isso é inaceitável”, complementou.

Imagem: Parlamentar afirmou que o governo federal deveria aumentar recursos aos Estados.

 

Responsabilidade
Minas Gerais ainda é o Estado com a maior incidência de dengue, seguido por Goiás, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. “Os governos têm suas responsabilidades, assim como a comunidade. É muito importante verificar se existe algum tipo de depósito de água no quintal ou dentro de casa. Evitar o criadouro do mosquito tem sido a maior arma contra o avanço das doenças.”

 

Redes Sociais
Facebook | Instagram | Twitter | YouTube.
Pelo celular, no WhatsApp.

Informações:
Anselmo Dequero
Assessor de Imprensa
jornalismo@edmirchedid2.hospedagemdesites.ws
(11) 99592 5118

Rolar para cima