Sindpesp aponta déficit de 256 delegados de Polícia no Estado de S. Paulo

Compartilhar

Assunto foi tratado durante reunião promovida no Palácio 9 de Julho, sede do Poder Legislativo, na zona sul da capital.

SÃO PAULO – A presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp), Raquel Kobashi Gallinati, lamentou na quarta-feira, 08/03, a ausência de investimentos do governo do Estado à manutenção e consequente ampliação das atividades sob a responsabilidade da Polícia Civil. A afirmação ocorreu durante reunião com o deputado Edmir Chedid (DEM).

De acordo com a entidade sindical, faltam atualmente 256 delegados nos municípios paulistas. “O levantamento é resultado de uma série de reuniões que realizamos há alguns meses nas 70 Delegacias Seccionais de Polícia do Estado. Na ocasião, pudemos identificar que a carência também atinge outros setores importantes às atividades da Polícia Civil”, disse Raquel Kobashi Gallinati.

O parlamentar lembrou que a ausência de delegados de polícia também pode ser observada nos municípios do Circuito das Águas e da Região Bragantina. Apesar do empenho do Poder Legislativo, Edmir Chedid lembrou que as dificuldades econômico-financeiras têm resultado em uma série de prejuízos não somente à Polícia Civil, mas as atividades executadas pela Polícia Militar.

A reunião contou ainda com a participação do Secretário Geral de Administração da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), Alexandre Sampaio Zakir, e o delegado de Polícia Civil Fernando David. “As reclamações do Sindpesp estão relacionadas num documento que será entregue ao governo estadual, por meio da Secretaria de Segurança Pública”, concluiu Edmir Chedid.

Acompanhe também pelo FacebookGoogle +InstagramTwitter e YouTube.
Pelo celular, Telegram e WhatsApp.

Anselmo Dequero | MTB 29.034
anselmo@edmirchedid2.hospedagemdesites.ws
11.99610 1419

Rolar para cima