Edmir Chedid visita Jarinu após temporal que castigou município

Compartilhar

Parlamentar percorreu município ao lado do prefeito Vicente Zacan e do coordenador da Defesa Civil, José Roberto Rodrigues

JARINU – O deputado Edmir Chedid (DEM) solicitou à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico o deslocamento de uma equipe técnica a Jarinu (Região Administrativa de Campinas) para avaliar em caráter emergencial os danos provocados ao município e a destinação recursos para auxiliar na recuperação do comércio local por conta dos estragos causados pelo temporal que atingiu o município neste domingo, 6/6. “A situação é preocupante. Parte da cidade está sem água e sem energia elétrica; a região comercial foi uma das mais atingidas pela chuva”, comentou.

O parlamentar visitou o município na manhã desta segunda-feira, 7/6. Ele percorreu áreas atingidas com o prefeito Vicente Zacan e acompanhou os esforços da administração municipal na reorganização de serviços essenciais, como saúde pública. Na ocasião, o prefeito e o coordenador estadual da Defesa Civil, José Roberto Rodrigues de Oliveira, também sobrevoaram o município abordo do helicóptero Águia da Polícia Militar para avaliar a situação.

Imagem

Geradores foram enviados pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) para que a Estação de Tratamento de Água (ETA) voltasse a funcionar, além de caminhões pipa, para atender bairros sem água, e máquinas para auxiliar na limpeza. A concessionária de energia elétrica, Elektro, também mobilizou equipes para reparar estragos na rede elétrica, bem como queda de postes e cabos de alta tensão.

“Há um levantamento, que está sendo concluído pela Defesa Civil, que deverá atualizar o número de desabrigados. A prefeitura, que já decretou estado de calamidade pública, também solicitou ao Estado o envio de mantimentos para essas famílias”, acrescentou Edmir Chedid.

Temporal
A forte chuva que atingiu Jarinu derrubou casas, igreja, prédios públicos e galpões, tombou veículos e arrancou árvores do solo. Uma pessoa morreu e outras 50 ficaram feridas, quatro delas em estado grave. Segundo a prefeitura e a Defesa Civil, pelo menos 50 estabelecimentos comerciais ficaram destruídos. O município ficou sem água e sem energia elétrica ao longo do dia. Aulas foram suspensas e apenas um dos cinco postos de saúde manteve o atendimento. A prefeitura decretou estado de calamidade pública.

Acompanhe também pelo FacebookGoogle +InstagramTwitter e YouTube.

Marlon Maciel | MTB 33.154 SP
imprensa@edmirchedid2.hospedagemdesites.ws
11. 4033 2892 | 11. 4033 6845

 

Rolar para cima