Parlamentar reitera na Alesp importância da valorização do magistério

Compartilhar

Secretário de Estado da Educação, José Renato Nalini, e os deputados Edmir Chedid e Célia Leão, na Assembleia Legislativa.

SÃO PAULO – O 2º secretário do Poder Legislativo, deputado Edmir Chedid (DEM), reiterou nesta terça-feira, 31/5, a importância da valorização do magistério durante audiência pública realizada com o intuito de avaliar o Projeto de Lei 1083/2015, que trata sobre o Plano Estadual de Educação. Esta reunião ocorreu na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).

Em seu discurso, o parlamentar destacou que, a exemplo de seu partido, também defende a revisão dos benefícios aos professores aposentados, bem como a completa reestruturação do sistema de ensino. “O [partido] Democratas deseja a valorização do magistério, do aposentado e a instituição de um programa que realmente possa educar crianças e jovens”, garantiu em plenário.

Edmir Chedid reconheceu que ainda existe muito trabalho a ser realizado, além de lamentar o sistema de progressão continuada – forma básica de ensino onde se pressupõe que o discente deva obter as competências e habilidades em um ciclo –, que, segundo ele, não traz benefícios aos estudantes. Também criticou a falta de sugestões de entidades que defendem o magistério.

“Não há proposta concreta do que se deve fazer pela Educação. Há muitas representações, o que considero bastante válido, mas não existe uma proposta realmente definida. Não basta somente fazer manifestação, o que é natural. Mas é preciso expor as ideias num documento e discuti-lo com o governo do Estado, o que não foi apresentado aqui na audiência pública”, disse o parlamentar.

Disponível em Áudio

Debate
Em entrevista às emissoras de rádio e TV, Edmir Chedid explicou ainda que será necessário realizar um grande debate na Educação não somente com os seus principais envolvidos – professores e alunos –, mas com técnicos que definem o orçamento à área. “É preciso saber quanto e em que local serão investidos os recursos do governo do Estado em benefício da comunidade”, garantiu.

Também fez questionamentos sobre a educação superior gratuita, principalmente em relação à gratuidade aos que comprovem condições de pagamento, e as prioridades dos gestores escolares. “Acredito que este seja o início de um grande debate que realmente possa resultar em melhorias aos professores, alunos e funcionários de unidades públicas de ensino de São Paulo”, finalizou.

Acompanhe também pelo FacebookGoogle +InstagramTwitter e YouTube.

Anselmo Dequero | MTB 29.034 SP 
imprensa@edmirchedid2.hospedagemdesites.ws
11.99610 1419

Rolar para cima