Parlamentar defende expansão do AME Psiquiatria a interior e litoral

Parlamentar defende expansão do AME Psiquiatria a interior e litoral

31 de agosto de 2020

SÃO PAULO – O governo do Estado deveria expandir ao interior e litoral o Ambulatório Médico de Especialidades (AME) Psiquiatria, de acordo com proposta do deputado Edmir Chedid (DEM). Membro efetivo da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa (Alesp), o parlamentar disse que os serviços prestados pela unidade instalada na capital servem como parâmetro para a importância desse AME à comunidade.

Considerado uma referência em nível nacional, o atual modelo de assistência do AME Psiquiatria tem por intuito assistir os pacientes com transtornos mentais de moderado a grave, por meio de intervenções resolutivas da equipe multidisciplinar, fornecendo diagnóstico e tratamento adequado. “Por isso, entendo como primordial a expansão destas atividades a todo o Estado de São Paulo”, completou.

Edmir Chedid afirmou que os encaminhamentos para o AME Psiquiatria localizado na capital – Vila Maria, na zona norte – são realizados por ambulatórios, Centros de Atenção Psicossocial (CAPs), prontos-socorros e Unidades Básicas de Saúde (UBSs). “Os profissionais do AME avaliam os pacientes e propõem um projeto terapêutico multidisciplinar visando à estabilização psicopatológica”, disse.

Estas atividades, no entanto, acabam, segundo o parlamentar, restritas principalmente à capital ou aos municípios da Região Metropolitana de São Paulo. “No interior e litoral não existe, na maioria dos casos, uma unidade de referência para o encaminhamento de pacientes com transtornos mentais. A ausência de uma unidade similar tem sido uma grande preocupação aos gestores municipais”, garantiu.

Imagem: Unidade do AME Psiquiatria na Vila Maria, na zona norte da capital paulista.

 

Documento
A proposta elaborada pelo deputado Edmir Chedid será apresentada aos demais parlamentares que integram a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa. Em seguida, o documento será devidamente encaminhado para o secretário de Estado de Governo, Rodrigo Garcia (DEM) – vice-governador do Estado de São Paulo – e também para o secretário de Estado de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn.

“A intenção é justamente garantir que essa proposta resulte num amplo debate entre os parlamentares, que também defendem esse benefício para as suas regiões de origem. Infelizmente, os municípios do interior e litoral, principalmente os que possuem menos de 200 mil habitantes, encontram muitas dificuldades em manter e, principalmente, expandir os serviços públicos de saúde”, finalizou.

 

Redes Sociais
Facebook | Instagram | Twitter | YouTube.
Pelo celular, no WhatsApp.

Informações:
Anselmo Dequero
Assessor de Imprensa
jornalismo@edmirchedid.com.br
(11) 99592 5118