LEI Nº 0194, DE 05 de março de 2010

Dá a denominação de "José Torso Primo" à rotatória de confluência da Rodovia Romildo Prado - SP 063 com a Rodovia Engenheiro Constâncio Cintra - SP 360, em Itatiba

 

PROJETO DE LEI Nº  194, DE 2010

DÁ DENOMINAÇÃO A ROTATORIA QUE ESPECIFICA

 

A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO DECRETA:

Artigo 1º - Passa a denominar-se “José Torso Primo” a rotatória de confluência da Rodovia Romildo Prado (SP-063) com a Rodovia Engenheiro Constâncio Cintra (SP-360);, em Itatiba–SP.

Artigo 2º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.


 
JUSTIFICATIVA

 

José Torso Primo, filho de Antonio Torso e Regina Marassato Torso e viúvo de Maria Trausula Torso, nasceu em 15 de novembro de 1922, na cidade de Itatiba. Ainda com nove a dez anos de idade foi obrigado a abandonar os estudos para ajudar a família em sua plantação de café.
Mais tarde, trocou a lavoura pelo trabalho industrial. Sua primeira experiência nesse ramo foi como empregado numa empresa que beneficiava couro bovino. Após, trabalhou na Companhia Brasileira de Fósforos – Fiat Lux, oportunidade em que ele e outros colegas de trabalho fundaram em Itatiba, com muitas dificuldades, talvez o primeiro sindicato ‘fosforeiro” do país, que alguns anos depois passou a denominar-se Sindicato Químico de Itatiba e Região.
Após, resolveu abrir seu próprio negócio – uma serralheria -, a qual obteve reconhecido destaque na cidade e região, prestando grande serviço à sociedade itatibense e a instituições beneficentes, religiosas e culturais locais com seus produtos de qualidade.
Primo jamais recusava um pedido feito por uma entidade beneficente da região.
Seu lado humano, contudo, não se limitava à doação de sua habilidade profissional, mas também à oferta dos rendimentos conquistados com seu trabalho. Não raro, acolhia dentro de sua casa muitos desvalidos e os tratava como membros de sua família.
Além do trabalho na serralheria, sobrava-lhe força para colaborar com os projetos da comunidade, tendo participado efetivamente da edificação da Praça no Alto de Fátima.
Aos 84 anos de idade, depois de uma vida repleta de realizações em prol da comunidade, o Sr. José Torso Primo partiu em 26 de junho de 2007, deixando seus quatro filhos Sérgio Galvão Torso, casado com Eva Rosa Torso; Odair Vicente Torso, casado com Roseli de Souza Torso;  Orestes Torso, casado com Maria Isabel de Godoi Torso; e Antonio Frederico Torso, casado com Leoni Pereira Torso.
Ante o relato supra e por julgarmos justa a homenagem desta Casa de Leis é que expomos o presente projeto de lei ao beneplácito dos nobres pares.


 
Sala das Sessões, em 3/3/2010

 


a) Edmir Chedid - DEM

 

Outras opções: voltar imprimir