08 de maio de 2018

Edmir Chedid cobra ação do Estado contra ataques a caixas eletrônicos

O deputado estadual Edmir Chedid (DEM) usou a tribuna da Assembleia Legislativa para cobrar providências do governo contra o crescente número de ataques a caixas eletrônicos nos municípios da Região Bragantina e Circuito das Águas.

O caso mais recente aconteceu na madrugada desta terça-feira (8), em Nazaré Paulista, onde bandidos fortemente armados atacaram duas agências bancárias. Durante a ação, os criminosos fecharam as principais entradas da cidade com carros em chamas e colocaram pregos na estrada que liga o município a Bom Jesus dos Perdões, para evitar que a Polícia Militar chegasse ao local. Ninguém foi preso até o momento.

"Essas mesmas agências foram alvo de um ataque semelhante em 2015", lembrou o deputado em seu pronunciamento. "Casos parecidos têm se multiplicado em todo o interior do Estado."

O deputado lembrou que no ano passado já havia cobrado da Secretaria de Segurança Pública do Estado o reforço no policiamento da região. Após o ataque desta terça em Nazaré Paulista, ele encaminhou ofício ao governador Márcio França (PSB) cobrando providências.

"Falo aqui em nome dos municípios do interior, principalmente os pequenos municípios, que não contam com efetivo policial suficiente para enfrentar esses bandidos. Alguns deles contam com apenas dois policiais para cuidar da cidade durante todo o dia", disse Edmir Chedid. "Até quando vamos ficar à mercê de bandidos?", questionou.

Casos recentes de ataques a bancos:

Pedreira - Na semana passada, bandidos armados com fuzis e uma submetralhadora já haviam atacado um carro-forte que tinha acabado de abastecer uma agência no centro de Pedreira, no Circuito das Águas. Houve troca de tiros entre os criminosos e os seguranças da empresa de transporte de valores, e, por sorte, o roubo não aconteceu e ninguém se feriu. Toda ação aconteceu à luz do dia.

Piracaia - Foram três ataques a agências bancárias entre julho e novembro do ano passado. Em dois deles, houve explosões de caixas eletrônicos, em outubro e novembro. No último destes casos, a ação dos bandidos aconteceu no período da tarde, quando clientes e funcionários ainda estavam na agência.

Pinhalzinho - Em julho de 2017, criminosos explodiram caixas eletrônicos de duas agências. Uma delas, do Banco do Brasil, ficou completamente destruída.

Pedra Bela - Em agosto de 2017, bandidos fortemente armados fecharam os acessos à cidade com carros incendiados e espalharam pregos na pista. O alvo dos ladrões era um caixa eletrônico, mas a ação não se concretizou graças à reação da PM, que enfrentou a quadrilha. Um dos policiais que participou do cerco acabou baleado.

Bom Jesus dos Perdões - Foram três ataques a bancos no ano passado. Dois em janeiro (um deles com explosão de caixas eletrônicos) e outro em maio (novamente com explosões de caixas). 

Socorro - Em dezembro de 2016, bandidos armados com fuzis explodiram caixas eletrônicos de duas agências bancárias. Durante pouco mais de meia hora, houve muitos tiros  e explosões e as agências ficaram completamente destruídas, assim como a fachada de uma loja. Antes de saírem da cidade, os criminosos ainda atiraram contra a base da PM no município.

Joanópolis - Em agosto de 2016, criminosos fortemente armados explodiram caixas em duas agências bancárias da cidade. Mais de 20 bandidos teriam participado da ação, que causou momentos de terror na cidade. Os criminosos atiraram contra vitrines de lojas e até um transformador de energia, deixando alguns pontos da cidade sem luz.

Em março deste ano, sete homens suspeitos de integrar essa quadrilha foram mortos em um confronto com a polícia na rodovia Dom Pedro. Segundo a PM, eles seguiam novamente em direção a Joanópolis, onde pretendiam explodir caixas eletrônicos mais uma vez.

 

 

Acompanhe o deputado Edmir Chedid também pelo FacebookGoogle +InstagramTwitter e YouTube.

Pelo celular, no WhatsApp.


Informações:

Max Ramon I Assessoria de imprensa

imprensa@edmirchedid.com.br

(11) 3886-6429/6787

 



Outras opções: voltar imprimir